terça-feira, 8 de março de 2011

Se o tempo parasse...


Como pode ser tão fácil para alguns? Ver-se livre do chão? Ir alto e tão longe, capazes de fugir do alcance até dos pensamentos inoportunos? Será que se livram da dor? Será que não se machucam na descida? Permanecem nas alturas quando ficam por baixo?
A dor deveria ser feita de açúcar. Para derreter com a chuva. Para melar os dedos. Para nos dar alegria.
Seria fácil demais -diz o pobre vendendor de jornais, e eu concordo com um aceno de cabeça triste.

Poder querer e dizer é demais, então preste atenção:

Eu falo de voar. Pensamentos são mais felizes quando estão por alto? Qual o gosto das nuvens? Já esta fazendo sol? Vai chover? O vento forte não desvia seu rumo? Você sabe pra onde vai?

O máximo que eu posso chegar de você é sorrindo, mas estando pelo alto você me trouxe dor. Volta pra cá, passarinho.

Novamente, eu me sinto mais no chão do que nas nuvens. Queria saber como é aí em cima. Me leva?

3 comentários:

Bianca gs. disse...

obrigada
feliz dia da mulher pra vc tambem! rs
seu texto ficou fofo...
beijos

S. disse...

Quando você voa, pode até nem saber qual é o destino... Mas sabe tão bem voar :D

Eu sou assim... disse...

Aaaai, que texto lindo !!! *o*
"Novamente, eu me sinto mais no chão do que nas nuvens. Queria saber como é aí em cima. Me leva?"
Apaixonei :}
beijos. :*