quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

De novo

É bem simples, na verdade. Você nasce, se apaixona, se f*de, se apaixona de novo milhares de vezes, se f*de mais milhares de vezes e morre feliz ou não.
O primeiro estágio da parte "se apaixonar" é bem mais complexo do que o resto. Quando você percebe a sua necessidade vem a agonia. A agonia por si só tras o medo. O medo arrasta o estômago embrulhado. E você pensa " Eu mereço...".

Sinceramente, eu sentia a necessidade desse sentimento de novo, mas ele não me parece nada agradável no momento. Antes eu queria parar de pensar em uma pessoa e agora eu quero não parar de pensar em outra. Infinitamente irreversível. Desde a primeiro vez que eu vi, eu sabia que era o certo.

"Estou me tornando parte de algo imperecível
Esta acima de qualquer barreira invisível
Estar longe e tão perto
Consegue imaginar?"




E essa agonia mata por dentro... Isso é sério.

2 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Que sentimento lindo Flor!!!


beijão

Yin disse...

"Antes eu queria parar de pensar em uma pessoa e agora eu quero não parar de pensar em outra."

Ironia das ironias...
O amor é tramado, né? --'