segunda-feira, 2 de março de 2009

Língua dos Anjos!

A minha vontade esta maior do que eu posso conter, eu deixo transparecer facilmente que eu preciso disso e essa tal fragilidade esta me afetando mais do que o necessário!
Poderia ser mais facil se eu estivesse mais perto, se você estivesse por perto; Eu nem sei mais o que eu penso ou deixo de pensar, a única coisa que eu sei é que estou sonhando com o momento e eu espero que você possa lidar com isso.
Falarei a língua dos anjos, direi que nada poderia adiantar, que eu sou só sua e isso não vai mudar!
_____

Ela tentava não se preocupar com o fato de estar sozinha na sala com ele, concentrando-se no seu trabalho, fingindo interesse por alguns certificados, rodando a caneta lentamente nos dedos... tentando ser ao menos sexy perto dele, mas sem mostrar um interesse visível.
Embora estivesse olhando vagamente para os papéis a sua frente, a sua tensão aumentou quando ela percebeu que ele a olhava secretamente. Parou de rodar a caneta, passou uma mão pelo cabelo para arrumar o que quer que estivesse errado, se é que estava e trocou de papel vagarosamente.
Seus braços ficaram tensos quando percebeu que ele estava andando em sua direção com um sorriso torto no canto da boca. Olhou discretamente pelo canto do olho, mas era tarde demais ele já tinha se posicionado atras dela e estava abaixando lentamente, colocando sua boca perto, perto demais do ouvido dela e sussurrando palavras que ela não pode diferir, pois o som do seu coração era alto demais. Ele suspirou alto, muito alto e isso fez com que todo o braço dela se arrepiasse de uma maneira muito indiscreta, ele riu baixo e colocou sua mão sobre a dela, puxou a cadeira de modo que ela ficasse de frente com ele;
Ela suspirou baixinho, pensando em como tudo seria mais fácil se o escritório não estivesse vazio como estava. Ele acariciou seu rosto, passou a mão pela sua nuca delicadamente e de repente puxou seu rosto para mais perto do dele, olhou diretamente nos olhos esverdeados dela e a beijou.
A aurora no dia seguinte foi forte, como quem transparecesse paixão e ódio. Ela desejava não ter tido o trabalho de ter arrumado todos aqueles papéis para ele serem bagunçados e espalhados pela sala minutos depois.
Sorriu consigo mesma. A vida era mais fácil quando não planejada.
____


O Biel me inspira com musicas inspiradoras! Te adoro demais, BRUACO MALOQUEIRO!

5 comentários:

Biel Milinkovic disse...

OMG!!!!!! I caught myself thinking!!!!

Uuhauhauhauhhuauha oq Radio não faz não é msm!!!!

Música é tdo... se eu pudesse, minha vida seria um musical!!!
Elas me explicam melhor doq eu consigo me explicar!

Canto do Lufa disse...

a vida é formada de situações que geram atitudes que geram outras atitudes reações e comportamentos a parte

Fabioc disse...

realmente odeio planejar coisas!!!

sou totalmente contra, apesar de ser meio que um escravo disso

acho q somos mais felizes qndo esquecemos de planejar...qndo planejamos algo, um mínimo detalhe q saia fora do previsto faz um castelo desmoronar...por isso é melhor deixar a vida rolar sem estresse

o amor é assim..qndo se quer encontrar alguém não se acha, basta desencanar com isso que o amor aparece sem querer, de surpresa, ele adora fazer isso

belo texto ;D

Fabioc disse...

fabio2cc@hotmail.com

ai meu emeésseene!!!

Caá disse...

DHSIUHDSIUHD eu e meu amigo planejamos um dia fazer isso, num futuro muito distante.. masssss..
DSUHDIUSHS
anyway.. muito bom aqui, curti ;)
voce escreve bem :D
bom fds :*