segunda-feira, 1 de março de 2010

Pela Noite

Duas pessoas. Dois caminhos. Dois instintos. Dois corações saltitando conforme a música. Uma única noite.
A perturbação momentanea causada pela paixão logo toma o lugar daqueles passos ritmados. Um para. O outro continua andando. Olhares se cruzam. E então eles estão parados. Os dois.
Não há palavras, não há, alias, o que dizer. Foi inesperado e incrivelmente delicioso. Quando se deram por si estavam terminando algo que por motivo desconhecidos, ja havia começado e eles nem sabiam.
Aquilo que não permanece para sempre se torna inesquecível.
E aquilo que era um, se tornou dois novamente.
Foram segundos da mais pura e louca paixão.




texto curto, mas com as emoções de uma criança de 16 anos.

2 comentários:

Yin disse...

este texto emocionou-me... (algo extremamente difícil de acontecer!).

Parabéns pelo teu excelente blog*

Ma.chine disse...

Adoooooro emoçoes de 16 rsrs

Não sei pq a gente precisa mesmo crescer...

:/

Beijo ótima semana
Te seguindo!